Investigação

Delegado confirma que morte de empresário no Piauí foi execução e investiga relação com agiotagem

O ex-vereador Alan Moura e Silva foi morto com vários tiros quando chegava em casa, na cidade de São Félix do Piauí, no sábado (7).

09/03/2020 22h04
Por:
Fonte: G1
75
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

A Polícia Civil investiga a motivação do assassinado do empresário e ex-vereador Alan Moura e Silva, morto a tiros no sábado (7) no município de São Félix do Piauí, a 157 km de Teresina. Os suspeitos do crime fugiram e ainda não foram identificados.

Segundo o delegado Thiago Silva, responsável pelo caso, o crime trata-se de uma execução e uma das linhas de investigação é que o caso tenha relação com agiotagem.

"O Alan trabalhava como um agiota e possivelmente a motivação do crime esteja relacionado com isso. A investigação começou nesta segunda-feira e várias pessoas já foram ouvidas na delegacia. Estamos em diligência, mas ninguém foi preso no momento", disse.

 

O crime

 

Segundo a polícia, dois homens em uma moto abordaram a vítima na porta de casa e efetuaram vários disparos. "A vítima voltava de Teresina e quando desceu do carro na porta de casa, os criminosos fizeram a abordagem. Alan ainda tentou fugir e entrou dentro da residência, mas foi atingido com vários tiros nas costas e na cabeça", informou o cabo Franciel, da Polícia Militar de São Félix do Piauí.

Alan Moura chegou a ser socorrido e encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Os criminosos fugiram em direção a BR-316.

Para a polícia, a suspeita é que a vítima estava sendo seguida pelos criminosos. A moto utilizada por eles foi encontrada abandonada no povoado Buriti do Castelo, 12 km de São Félix, em direção a BR-316.