Prevenção

Universidades e escolas do Piauí adotam medidas de prevenção ao contágio do coronavírus

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, seis casos suspeitos de COVID-19, doença causada pelo vírus, são monitorados. Órgãos e instituições adotam medidas preventivas contra a infecção.

14/03/2020 16h31
Por: Tâmara
Fonte: G1
22
Fonte da Imagem: Meio Norte
Fonte da Imagem: Meio Norte

Escolas públicas, privadas e universidades do Piauí estão adotando procedimentos para evitar uma possível disseminação do coronavírus. As orientações seguem as recomendações do Ministério da Saúde, após a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado a pandemia da Covid-19.

Até o momento, a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) informou que seis casos suspeitos de coronavírus estão sendo monitorados. Outros nove casos já foram descartados. No estado, nenhum caso foi confirmado até o momento.

UFPI

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) comunicou que realizará na segunda-feira (16), no Salão Nobre da Reitoria, uma reunião com os membros da Administração Superior, Diretores de Unidades de Ensino e infectologistas, para formar o Comitê Gestor de Crise (CHC) para estabelecer um plano de contingência com o objetivo de estabelecer e gerenciar questões relacionadas à pandemia.

Uespi

A administração Superior da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) compartilhou informações e recomendações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), com medidas de precaução que devem ser reforçadas diariamente.

  • Evitar aglomerações e ambientes fechados;
  • Higienizar frequentemente as mãos com água e sabão ou álcool gel, principalmente após tossir ou espirrar;
  • Cobrir o nariz e a boca com lenço de papel descartável, ao tossir ou espirrar, jogando-o no lixo após o uso;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Fazer a lavagem nasal com soro fisiológico ao longo do dia;
  • Participar da campanha de vacinação contra o vírus influenza, especialmente se fizer parte do grupo de risco;
  • Não levar as mãos aos olhos, boca e nariz, depois de ter tocado em objetos de uso coletivo;
  • Não compartilhar copos, talheres e outros objetos de uso pessoal, inclusive o telefone celular, que também deverá ser higienizado corretamente;
  • Manter ambientes ventilados;
  • Se estiver com algum sintoma de gripe em geral, a orientação é não comparecer à instituição, ficando em casa de repouso, para que logo se recupere.

A instituição ressalta, ainda, que não há qualquer orientação oficial a respeito da necessidade de isolamento doméstico de pessoas que, embora não tenham manifestado sintomas da gripe, viajaram para os países elencados como áreas de risco pelo Ministério da Saúde.

IFPI

A assessoria de comunicação do Instituto Federal do Piauí (IFPI) informou que está avaliando a necessidade de suspensão das aulas, mas que até o momento o período letivo segue normalmente. A instituição destacou que acompanha as orientações dadas pelos órgãos governamentais. Além disso, alguns setores de saúde do campi do IFPI já estão realizando campanhas educativas sobre o coronavírus.

Semec

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) divulgou uma nota esclarecendo que enviou algumas orientações de prevenção para os professores que tão trabalhando com crianças e que algumas atividades estão sendo realizadas para informar sobre os cuidados de higiene.

Seduc

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que em virtude de não haver até o momento nenhum caso confirmado pela Secretaria de Saúde de Covid-19 no Piauí, ainda não vai emitir nenhuma orientação a respeito de suspensão de aulas. A secretaria comunicou que gestores e professores vêm orientando seus alunos a respeito das medidas de prevenção em todas as escolas da rede estadual.

Escolas particulares

As escolas particulares de Teresina estão divulgando informações e recomendações para os pais ou responsáveis de estudantes com objetivo de coibir a possível proliferação do coronavírus. O Instituto Dom Barreto, por exemplo, divulgou uma cartilha com orientações para a prevenção de diversas enfermidades.

Além disso, a escola esclareceu que, na educação infantil, os professores estão cientes da importância de lavar as mãos das crianças com mais frequência, além de tomar outras medidas adequadas a essa faixa etária, para evitar a transmissão do vírus.

No ensino fundamental e médio, a equipe de coordenadores e professores vêm conversando com os alunos sobre a importância de hábitos que possam prevenir a transmissão de bactérias e vírus, incluindo o coronavírus.

No Colégio Diocesano, localizado no Centro da capital piauiense, os alunos estão sendo instruídos a levarem suas garrafinhas e evitarem os bebedouros, a utilizarem a carteirinha durante o acesso de entrada e saída pelas catracas da escola, evitando assim o uso da digital.

"Após seu retorno, o estudante poderá retomar as atividades sem qualquer prejuízo. Caso o estudante apresente sintomas ainda nas dependências do Colégio Diocesano, ele será encaminhado para a enfermaria, que fará contato com os responsáveis", explicou a direção em comunicado.