Coronavírus

Teresina e Salvador se destacam por baixo índice de mortes

Os dados são do Ministério da Saúde, a partir de um cálculo que leva em conta a proporção com a população e o tempo desde que cada cidade registrou o 5º óbito por Covid-19.

04/05/2020 18h21
Por:
Fonte: Cidade Verde
121
Fonte: Cidade Verde
Fonte: Cidade Verde

O município de Teresina tem um dos menores índices de letalidade pelo novo coronavírus. Os dados são do Ministério da Saúde, a partir de um cálculo que leva em conta a proporção com a população e o tempo desde que cada cidade registrou o 5º óbito por Covid-19, a doença resultante da infecção pelo novo vírus. Segundo os dados, Teresina e Salvador se destacam no Nordeste pelo baixo índice, em contraponto à gravíssima realidade de São Luís, Recife e Fortaleza, com elevados registros de morte.

A leitura é feita a partir do 5º óbito que nesse caso é considerado um número estatisticamente mais significativo. O índice leva em conta o número de óbitos para cada grupo de 1 milhão de habitantes. Após 25 dias, Teresina e Salvador ficam em um patamar de 15 óbitos por milhão de pessoas, enquanto São Luís passa de 150 óbitos antes mesmos do 25º dia. Nesse mesmo tempo decorrido desde o 5º óbito, Fortaleza alcançou um índice ao redor de 80 mortes, enquanto Recife já registra cerca 100 vidas perdidas por grupo de 1 milhão de habitantes. Atualmente as duas também estão com índice acima de 150 mortes por milhão de pessoas. (ver gráficos abaixo)

O caso de São Luís é o mais dramático de todos, já que alcançou níveis mais elevados em menor espaço de tempo e por ainda apresentar uma curva de crescimento acentuado. Foi essa realidade que levou a Justiça a determinar a adoção do lockdown na capital maranhense. O isolamento radical começa amanhã e alcança ainda três outras cidades da Ilha de São Luís: Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa.

No Ceará, o governador Camilo Santana avalia a possibilidade de radicalizar no isolamento social, também adotando o lockdown na Grande Fortaleza a partir de amanhã.

Piauí tem 271 novos casos em apenas 4 dias

Os registros baixos não dizem respeitos apenas à cidade de Teresina, mas a todo o Piauí. Ainda assim, o estado vem computando maior incidência diária dos casos, se comparados com o que ocorria há menos de duas semanas. Por sete dias seguidos, foram pelo menos 40 novos casos, com maior registro no dia 30 (quinta-feira), com 87 novas confirmações. Tal ocorrência aponta para o incremento dos casos pelos próximos dias, tanto que a Secretaria Estadual de Saúde prevê o pico de casos no dia Piauí em duas semanas.

Nos últimos quatro dias foram 271 novos casos: 87 no dia 30, mais 65 no dia 1º, outros 77 no dia 2 e novos 42 casos ontem, dia 3. A evolução de confirmações no Piauí mostra que foi necessário um mês (entre 18 de março e 16 de abril) para que o estado saísse de nenhum caso até passar a barreira de 100 confirmações. Já para sair do 102º do dia 16 e chegar aos 784 casos contabilizados ontem, foram pouco mais de duas semanas.