Agressão

Cinegrafista da TV Clube é agredido ao registrar fiscalização em comércio de Teresina

Equipe gravava imagens de lojas abertas mesmo com restrição do governo por conta da pandemia do novo coronavírus junto com a GCM. Caso será investigado pela Polícia Civil.

05/05/2020 18h59
Por: Tâmara
Fonte: G1
67
Após as agressões, os guardas municipais conseguem afastar as pessoas da equipe da TV — Foto: Reprodução/TV Clube Instituições repudiam violê
Após as agressões, os guardas municipais conseguem afastar as pessoas da equipe da TV — Foto: Reprodução/TV Clube Instituições repudiam violê

Um cinegrafista da TV Clube foi agredido na tarde desta terça-feira (5) ao gravar imagens de uma fiscalização do comércio em Teresina. A equipe acompanhava a Guarda Civil Municipal (GCM) que verificava o cumprimento do decreto municipal de quarentena no Centro da capital. O governo estadual restringiu o funcionamento das atividades comerciais devido à pandemia da Covid-19 até 21 de maio.

A agressão ao cinegrafista Pablo Silva ocorreu quando ele gravava imagens na frente de um estabelecimento comercial que descumpria o decreto. Ao deixar o local por determinação da GCM, uma mulher vai em direção à câmera e bate no equipmento.

Em seguida, um homem dá dois tapas no cinegrafista e um terceiro homem também agride o profissional. Após as agressões, os guardas municipais conseguem afastar as pessoas da equipe da TV.

A equipe registrou Boletim de Ocorrência online, já que as delegacias restringiram atendimento ao público para evitar a disseminação do novo coronavírus. Procurado pelo G1, o delegado do 1º Distrito Policial, Sérgio Alencar, informou que, após a queixa formal, o caso será investigado e os suspeitos podem responder por dois crimes.

“Pela descrição, é possível que essas pessoas sejam enquadradas no crime de tentativa de dano, já que uma delas bateu na câmera. O segundo crime vai depender do exame de corpo de delito, que pode ser a prática de vias de fato ou lesão corporal”, explicou Sérgio Alencar.