Coronavírus

Brasil tem 24.512 mortes e 391.222 casos confirmados de covid-19

Ministério da Saúde confirmou 1.039 óbitos e 16.324 novos infectados nas últimas 24 horas. Governo estima que 158.593 pessoas estão curadas

26/05/2020 19h56
Por: Portal suldopiaui.com.br
Fonte: R7
1.000

O Brasil confimou 1.039 mortes por covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, nas últimas 24 horas. Com as informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, na noite desta terça-feira (26), o país acumula 24.512 óbitos e, também, se mantém à frente dos Estados Unidos em atualizações diárias, que notificaram 592 entre ontem e hoje. 

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), 344.454 pessoas já morreram por conta da infecção em todo o mundo. O país segue na 6ª posição em número de perdas fatais, atrás dos Estados Unidos (98.584), Reino Unido (37.130), Itália (32.955), França (28.533) e Espanha (27.117). Os dados são da universidade norte-americana Johns Hopkins.

Em relação ao contingente de diagnosticados, 16.324 testes positivos foram incluídos nas estatísticas oficiais do governo federal, que contaliza agora um total de 391.222 casos confirmados, sendo que 158.593 já estão curados.

O Brasil, no entanto, ainda é 2º em quantidade absoluta de ocorrências. Os Estados Unidos têm 1.671.728 infectados, enquanto a Rússia, em 3ª lugar, tem 362.342. A estimativa é que mais de 5,5 milhões de pessoas foram contamidas em todo o planeta. 

Eduardo Macário, secretário-substituto de Vigilância em Saúde, afirmou no início da noite, em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, em Brasília, que o país vive um momento de expansão da pandemia, com uma “curva de casos crescente, quando comparado com outros países”.

Os cinco estados mais afetados pela pandemia do novo coronavírus continuam sendo São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Amazonas e Pernambuco. Enquanto Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul registram os menores índices de casos e óbitos de todo o país. 

 

São Paulo acumula sozinho 86.017 casos confirmados e 6.423 mortes por covid-19. De acordo com a Secretaria de Saúde, há registros da doença em 511 dos 645 municípios, sendo que 244 tiveram uma ou mais vítimas fatais. Segundo o governo, a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 74,5% no estado e 87,7% na Região Metropolitana.

No dia em que a PF (Polícia Federal) cumpriu mandados da 'Operação Placebo', que teve como um dos alvos o governador, Wilson Witzel, o Rio de Janeiro alcançou 40.024 diagnósticos positivos e 4.361 pessoas mortas por causa da infecção. O MPF (Ministério Público Federal) aponta “indícios de participação ativa do governador” em um suposto esquema de corrupção com recursos para o combate à pandemia.

O primeiro estudo nacional sobre o avanço da covid-19 no Brasil mostrou que o número de infectados deve ser sete vezes maior do que os dados oficiais. Apenas na cidade mais populosa do país, São Paulo, com 12,2 milhões de habitantes e 3,1% da população com anticorpos, estima-se que 380 mil moradores da capital paulista tenham anticorpos contra o novo coronavírus.

A pesquisa foi financiada pelo Ministério da Saúde e contou também com apoio do Instituto Serrapilheira, da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), da Pastoral da Criança.

Veja a situação de cada estado do Brasil:

São Paulo: 86.017 casos (6.423 mortes)
Rio de Janeiro: 40.024 casos (4.361 mortes)
Ceará: 37.021 casos (2.603 mortes)
Amazonas: 31.949 casos (1.852 mortes)
Pernambuco: 28.854 casos (2.328 mortes)
Pará: 28.600 casos (2.469 mortes)
Maranhão: 24.278 casos (817 mortes)
Bahia: 14.566 casos (495 mortes)
Espírito Santo: 10.889 casos (487 mortes)
Paraíba: 8.919 casos (286 mortes)
Minas Gerais: 7.516 casos (234 mortes)
Distrito Federal: 7.210 casos (124 mortes)
Alagoas: 7.058 casos (354 mortes)
Santa Catarina: 7.016 casos (121 mortes)
Amapá: 6.967 casos (173 mortes)
Rio Grande do Sul: 6.785 casos (203 mortes)
Sergipe: 5.735 casos (116 mortes)
Rio Grande do Norte: 5.472 casos (220 mortes)
Acre: 4.781 casos (105 mortes)
Piauí: 3.720 casos (119 mortes)
Paraná: 3.512 casos (159 mortes)
Rondônia: 3.493 casos (133 mortes)
Tocantins: 2.858 casos (64 mortes)
Goiás: 2.671 casos (104 mortes)
Roraima: 2.583 casos (102 mortes)
Mato Grosso: 1.628 casos (43 mortes)
Mato Grosso do Sul: 1.100 casos (17 mortes)