Projeto de de lei

Projeto de lei estabelece procedimento virtual de acompanhamento pela família do paciente internado por Covid-19

Ele afirmou ainda que o sistema vai possibilitar o acompanhamento e a evolução do quadro clínico, bem como evitar que os familiares tenham acesso a informações imprecisas, pois receberão boletins diários diretamente dos profissionais de saúde que acompanham o paciente internado.

05/06/2020 15h16Atualizado há 2 meses
Por: Portal suldopiaui.com.br
Fonte: ASCM
622

Com o intuito de diminuir a aflição de familiares por notícias de pessoas internadas que testaram positivo para a Covid-19, o Deputado Estadual Franzé Silva protocolou um projeto de lei nesta terça-feira (5) na sessão virtual da Assembleia Legislativa, que estabelece um procedimento virtual e seguro de informações para os familiares de pessoas internadas com doenças infectocontagiosas em períodos de endemias, epidemias ou pandemias, em hospitais públicos, privados ou de campanha sediados no Estado do Piauí.

Segundo a proposição, no momento da internação, os hospitais públicos, privados ou de campanha, devem preencher um formulário que contenha dados de, pelo menos, um familiar ou pessoa próxima, para que receba informações sobre a situação clínica do paciente. Nos casos em que os pacientes forem internados inconscientes ou não saibam informar um contato, deverá ser realizada a busca ativa por um profissional da assistência social da referida unidade de saúde.

As informações sobre a situação diária do paciente devem ser enviadas preferencialmente por aplicativo de mensagem, em formato de áudio ou vídeo, de forma simples e clara, para melhor compreensão. Mas na impossibilidade do envio na forma disposta, devem ser encaminhadas por escrito, via e-mail ou outra forma de comunicação eletrônica ou telefônica.

“Temos assistido com pesar a aflição de familiares por notícias e extrema tristeza em razão da necessidade do distanciamento. Pensando no bem estar dessas famílias e em diminuir-lhes o sofrimento, assim como trazer maior transparência e informação quanto ao estado de saúde do paciente internado, é que apresentamos o referido projeto de lei”, pontuou o parlamentar