Coronavírus

CCJ aprova projeto queestabelece envio de informações para família de paciente internado com Coronavírus

CCJ aprova projeto de lei que estabelece envio de informações para família de paciente internado com Coronavírus no Piauí

10/08/2020 15h08
Por: Portal suldopiaui.com.br
Fonte: ASCM
862

Foi aprovado nesta terça-feira (12), na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Piauí, o projeto de lei, de autoria do Deputado Estadual Franzé Silva, que estabelece procedimento virtual para envio de informações e acolhimento de familiares de pessoas internadas com doenças infectocontagiosas, em períodos de endemias, epidemias ou pandemias, em hospitais públicos, privados ou de campanha sediados no Estado do Piauí.

Segundo a proposição, no momento da internação, os hospitais públicos, privados ou de campanha, ao receberem pacientes que sejam internados em leitos, centros de tratamento intensivo (CTI) ou unidade de tratamento intensivo (UTI) devem, obrigatoriamente,  preencher um formulário que contenha dados de, pelo menos, um familiar ou pessoa próxima, para que receba informações sobre a situação clínica do paciente. Nos casos em que os pacientes forem internados inconscientes ou não saibam informar um contato, deverá ser realizada a busca ativa por um profissional da assistência social da referida unidade de saúde.

Mesmo antes da lei entrar em vigor, o Governador Wellington Dias já autorizou a aplicação desse protocolo de atendimento no Hospital Getúlio Vargas e no Hospital de Campanha do Verdão, que tem previsão de ser inaugurado nos próximos dias.

O autor da proposta esclarece que as informações devem ser enviadas todos os dias, com a atualização sobre o estado de saúde do paciente, via aplicativo de mensagem, em formato de áudio, para facilitar a compreensão e recepção por pessoas que tenham dificuldade com leitura. Na impossibilidade do envio por meio de aplicativo de mensagem, as mesmas devem ser enviadas por escrito, via e-mail ou ainda por contato telefônico.

“Por ser um vírus de fácil disseminação, não é possível o acompanhamento de familiares ou pessoas próximas aos pacientes internados em decorrência da Covid. Esperamos possibilitar o acompanhamento e a evolução do quadro clínico do paciente e garantir que os familiares recebam boletins diários, diminuído assim o sofrimento dessa família em um momento tão delicado”, afirmou o parlamentar.

Em caso de complicações no estado de saúde do paciente, o familiar ou pessoa próxima cadastrada deve ser informada imediatamente sobre os procedimentos médicos realizados. E se o paciente vier a falecer, as informações sobre a causa da morte e os procedimentos necessários para a liberação do corpo também devem ser fornecidas.