Terça, 19 de Outubro de 2021
(86)999653568
Educação Educação

Novo ensino médio: saiba o que vai mudar a partir do ano que vem

Entenda o que muda a partir de 2022, o que são e como vão funcionar os itinerários formativos entre outras novidades

14/10/2021 04h45
Por: Portal suldopiaui.com.br Fonte: R7 - Karla Dunder, do R7

O que são itinerários formativos? Como desenvolver um projeto de vida? As respostas para estas perguntas estão nas mudanças trazidas pelo novo ensino médio, que deve ser implantado nas escolas a partir de 2022. O novo currículo e o novo formato têm como objetivo aproximar os estudantes da realidade do mercado de trabalho e da tecnologia

O primeiro ponto é entender o que são os chamados itinerários formativos, que começam a ser apresentados pelas escolas no ano que vem, mas só serão obrigatórios a partir de 2023. Segundo o MEC (Ministério da Educação), "os itinerários formativos são o conjunto de disciplinas, projetos, oficinas, núcleos de estudo, entre outras situações de trabalho, que os estudantes poderão escolher no ensino médio. Os itinerários formativos podem se aprofundar nos conhecimentos de uma área do conhecimento (Matemáticas e suas Tecnologias, Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas) e da formação técnica e profissional (FTP) ou mesmo nos conhecimentos de duas ou mais áreas e da FTP. As redes de ensino terão autonomia para definir quais os itinerários formativos irão ofertar, considerando um processo que envolva a participação de toda a comunidade escolar"

A proposta é fortalecer o protagonismo dos estudantes uma vez que possibilita que cada um escolha o itinerário formativo em que deseja aprofundar seus conhecimentos. Os alunos terão um currículo que contemple uma formação geral, orientada pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular), o que deve ocupar 60% da grade de aulas. Já os 40% restantes serão destinados aos itinerários formativos, para o aprofundamento dos estudos em áreas de conhecimento ou em cursos técnicos. A meta é apresentar um currículo mais atrativo, aumentar o interesse pela escola e diminuir a evasão

Segundo o MEC, a LDB (Lei de Diretrizes e Bases) inclui, no ensino médio, obrigatoriamente, estudos e práticas de educação física, arte, sociologia e filosofia. Já o ensino de língua portuguesa e matemática será obrigatório nos três anos do ensino médio, assegurada às comunidades indígenas, também, a utilização das respectivas línguas maternas, independente da área de aprofundamento que o estudante escolher em seu itinerário formativo

O inglês é obrigatório desde o 6º ano do ensino fundamental até o ensino médio. Os sistemas de ensino poderão ofertar outras línguas estrangeiras se assim desejarem, preferencialmente o espanhol

Os estudantes também serão estimulados a desenvolver um projeto de vida. Cabe às escolas orientar os alunos a entender quais são os seus objetivos de vida e como seguir

Com o novo ensino médio, os estudantes permanecerão mais horas na escola. Até 2024, serão 1.000 horas anuais, no total,  3.000 horas ao final dos três anos. Na prática, cada ano letivo deve ter 200 dias, com, em média, cinco horas por dia.

Ele1 - Criar site de notícias